6 de jun de 2010




  "Ela virou para olhar pra ele. Quando o chapéu dele voou, o cabelo voou junto. Em meio a confusão, tudo que ela pode ver foi uma cabeça branca como giz, e por isso esperava que ele fosse um albino careca, talvez. Mas, não. Sem os óculos e com o cachecol abaixado, não havia como negar que ele não tinha carne, não tinha pele, nem olhos, nem rosto.
  Tudo que tinha como cabeça era uma caveira." 


autor(a): Derek Landy.
n° de páginas: 305.
editora: Galera Record.
ano de publicação: 2007.



Stephanie tem 12 anos e acabou de perder o tio. Um cara legal, escritor, brincalhão, porem esquisito. E com amigos mais estranhos ainda. Quando a garota vê Sr. Ardiloso Cortês pela primeira vez no enterro - um homem alto de terno, sobretudo, chapéu, cachecol e óculos escuros - nem liga muito. Mas quando Ardiloso a salva de um cara que a ameaça enquanto ela está sozinha e indefesa na mansão luxuosa e grande que pertenceu ao seu tio, ela vê que não é bem assim. Sr. Cortês é um esqueleto, um feiticeiro e um detetive do mundo da magia. Não muito famoso, nem muito cuidadoso, e tambem não planeja muito antes de atacar, mas, ainda sim, um detetive. E mais, muito convencido. Parece que no momento ele está tentando impedir o fim do mundo, numa aventura da qual Stephanie vai querer entrar...
Gosto muito da linguagem usada nesse livro. É fácil de ler, e ao mesmo tempo rica em detalhes. Tem bastante comédia, apesar de tratar-se da mais pura aventura, com um toque de ação.


Personagens:


Stephanie Edgley: ou Valquíria Caos, como é seu nome de batalha. Tem 12 anos e é esperta, com uma força de vontade e uma teimosia incrivel, e talvez um certo talento para magia. Faz amizade com Ardiloso, e os dois logo desvendam muitos mistérios juntos.


Ardiloso Cortês: Morto uma vez numa guerra, e vivo - ou quase - agora, na outra guerra. Ardiloso é convencido e inteligente, e creio que esteja na mesma linha que Hercule Poirot em questão de raciocínio. Nã se sabe sua idade, ou nome verdadeiros.





Postado por usagi-chan às 18:21 //

0 Comentários

Postar um comentário